sábado, 17 de novembro de 2012

....VOANDO PARA TIMON....ou VOE AZUL!












Minha Mãe mora em Timon, cidade de fronteira com Teresina, a única cidade que tem uma capital como subúrbio, há mais ou menos 460 quilômetros de distância de São Luís.

                    Resolvi a visitar, de avião. No dia 13/11 pesquiso e na manhã de 14/11 comprei as passagens, 2 (dois) adultos, um para minha mulher Lucia e outra para mim. Cartão de crédito, R$ 301,47 para ir, R$ 160,95 para voltar. Cada.

                    Táxi da cooperativa 3222-2222, Senhor Francisco, velho conhecido, vem nos buscar. Na hora. Estávamos na dúvida se o horário era o local ou o de verão, chegamos portanto 12:30 horas para o voo às 14:30 horas. Sem fila, fomos ao balcão da Azul. Uma negra simpática (na verdade, bonita) Ana Paula ou algo assim, nos atende muito bem.

                    Resolvemos esperar no portão de embarque. Passamos pela Policia Federal. Eterno apito. Agora eu sei porque aquela turista ficou nua no Aeroporto. Lucia teve que tirar o sapato, tinha uma fivela. Tirei tudo, chave, celular, cinto, moeda, caneta... e o apito.. tem remédio no bolso? Remédio? Sou uma farmácia ambulante, tive que tirar todos, o envelope metálico faz soar o apito.

                    Passado o apito, esperar a chamada. Banquinho de Idoso, privilégio incomum, sentamos. Falamos com Marcos Barbosa, falo  com o Chico Leitoa, com o Serginho Macedo, vimos Jô passar com Luciano,e outros.

                    Ah... ia esquecendo,após o apito o terceirizado da Policia Federal mandou que a Lucia abrisse a bolsa de mão e tirasse o laquê, tem que descartar, foi a ordem. Tirei, fui lá fora no balcão, perturbei a Ana novamente e ela pediu ao Tiago que, gentilmente, colocou na maleta de viagem. Comecei a gostar a Azul, gentileza é o que não falta em terra.

                    Chamam-nos, idosos. Apresenta carteira, e subimos a rampa. Meio quilômetro, quando ficar mais velho, só de cadeira de roda, fomos os últimos a chegar no avião, já estava fechando a porta... brincadeirinha. Sentamos nas poltronas que custaram R$ 20,00 mais cara para não sentir aperto.

                    Avião Azul sobe no azul do céu. Acho que Castelo andou por aqui, solavanco, buraco no ar. Um chafé horrível, requentado, as aeromoças feias com cara pintadas de bonecas, caras bonitas e, até certo ponto, gentis.

                    Desce em Teresina, tempo bom, diz o piloto, 40 graus!

                    Matamos a saudades da Mamãe e da Sogra (de Lucia). Tentei ver um processo no fórum de Timon mas estava fechado, feriado no dia 15 de novembro, também, o judiciário maranhense trabalha demais.

                    Na sexta, voltamos. Hora de saída 12:00 horas.

                    Mesma novela, só que agora não deixei nada no bolso, mas mesmo assim fui obrigado a abrir minha maleta de mão, tinha 3 carregadores e uma garrafa de couro e prata de uísque, acho que a policia federal pensou em ser um artefato bélico/nocivo.

                    Não tem banco para idoso em Teresina. Mas chamaram na frente. Perto, é no pátio e uma escada. Saímos antes da hora, uns 7 a 10 minutos no meu relógio.

                    Bombons distribuídos, pessoal gentilíssimo, aeromoça mais humana e menos pintada. Aeromoço gentil e com cara agradável. Pena que não tenha anotado os nomes. A televisão funcionou, ao contrário da ida que não saiu de uma tela.

                    Desembarque perfeito. Aterrissagem sem solavanco. Saudades de Timon.

                    Bagagem sem problemas, faltou fiscalização na hora da saída, não há nenhum controle. Paguei 50 reais do aeroporto até minha casa, caro.

                    Voo para Teresina AD 4235, para São Luís AD 4234, no papel, pois no painel, ao entrar no pátio estava grafado 4235.

                    Detalhado o voo, vamos à moral da história. O mesmo percurso do Rio para São Paulo, ponte aérea, mesma quilometragem, a gente paga 49, 70, no máximo 100 reais. Aqui, no Nordeste, se paga 300, três vezes mais.

                    Poderia ser mais barata as passagens.

                    Pelo menos, agora, se tem voo para Teresina, coisa difícil de se manter, vamos esperar que continue.

                    Se for voar, voe Azul, o pessoal de terra é fora de série, gentil, atencioso, sem frescuras. No ar, também, gostei mesmo e recomendo.

                    Voe Azul!
 

EMANOEL VIANA: SEGREDO DE JUSTIÇA.......

EMANOEL VIANA: SEGREDO DE JUSTIÇA.......: Os dirigentes de órgãos públicos ou que mexem com verba pública, normalmente, sonegam informações de quanto recebem e de quant...

SEGREDO DE JUSTIÇA.......







Os dirigentes de órgãos públicos ou que mexem com verba pública, normalmente, sonegam informações de quanto recebem e de quanto gastam. O contribuinte, o povo, não sabe de nada e quer saber. Aí, vem a Constituição Federal do Brasil, a Lei Maior, de 1988 repetindo o mesmo refrão que os atos administrativos devem ser públicos, deve haver publicidade, deve haver moralidade.

Os roubos continuam, a sonegação de informações continua e o povo sem saber.

Chega-se ao cúmulo de alguns setores rotularem como "segredo de estado" os gastos dos cartões corporativos que os dirigentes nacional, estadual, municipal fazem com o dinheiro do contribuinte.  E fica por isso mesmo, o fiscal da lei, o ministério público também gasta com os mesmos cartões. O legislativo também  gasta. O judiciário também gasta. Enfim, o roubo é geral.

A pequena introdução é para falar do chamado SEGREDO DE JUSTIÇA.

O mundo - aqui entendido como a sociedade que vivemos - evolui somente para o lado que os dirigentes querem, a minoria mandante faz o que quer na maioria mandada. A maioria sempre é composta pela ralé, sustenta a minoria e nunca sabe seus direitos.

Não há como contestar.

Pois bem, no Brasil em que vivemos, a disparidade social gritante, onde somente 16 a 20% por cento da população tem acesso à chamada internet. Internet do tempo dos maias, com uma velocidade de tartaruga e com um preço exorbitante, além de não confiável e descontínua, com as bençãos dos corruptos que dirigem o País e do cabide de emprego chamado ANATEL.

Falando em cabide... pois bem, com 80% da população sem computador e internet, ou sem internet, o "governo" resolve implantar um portal transparência nas esferas federal, estadual e municipal. Funciona no federal com muita paciência, não existe e não funciona no Estadual e Municipal, pelo menos no Estado do Maranhão e no Município de São Luís.

Na área Administrativa.

Na área do Judiciário, um órgão chamado CNJ - Conselho Nacional de Justiça - sem ter o que fazer e para aparecer ou, por outro, emitindo normas que os dirigentes Nacionais, Estaduais não sabem ler, interpretar direito, resolve fazer um chamado processo virtual.

A idéia é boa, se todos os operadores do direito - expressão desgraçada - tivessem formação tecnológica de sistemas, de informática e houvesse um tempo para preparação, compra de equipamentos, treinamento... ou seja, um período de transição.

Aqui no Maranhão, como sempre, alguém responsável pelo Judiciário, para aparecer ou para justificar gastos, resolve implantar isso nos Juizados Especiais. Logo nos Juizados.  A lei que os criou diz que devem se reger pelos principios da oralidade, informalidade e celeridade...

Haja burros...

O cidadão comum leva uma petição do Advogado ao Juizado e não é recebida... só pelo sistema, projudi...
e a Iaci Viana ainda quer que eu não diga palavrão!

Na outra ponta, na chamada Justiça Comum, o sistema continua, nas capitais, diz o Código - alguém obedece? - as petições não precisam ser duplicadas, mas os burocratas do balcão estão exigindo e  ninguém diz nada. Tem OAB nesta ... terra?

Informações pelo computador, o maior avanço já visto, um tal de projudi, informações processuais.

Tentaram copiar o federal mas não deu, ficou um arranjo, página pesada, vive fora do ar, sem opções de localizar etc...

Mesmo assim, com a paciência de Jô, a gente entra e quer informações sobre processos nas Varas de Família.

O Advogado pensa: trânsito pesado, tráfego intenso, calor, mudança de temperatura, risco de acidentes, falta de estacionamento, estacionamento para idosos sem fiscalização, elevadores morosos, pequenos e que já caíram, horário de funcionamento, funcionários fantasmas, fechado para almoço, proibido informações em determinados horários, juiz de férias, recesso, jogando bola, torneios, corregedoria, presidencia, fazendo cursos, funcionários de cara amarrada, revoltados, chateados, mal amados, recalcados, e que processam a gente - veja processo 29.070/2010 no tal sistema - é melhor ver pelo computador.

Se coloca o número, abre-se a tela, eureca, que conforto, no ar condicionado, poltrona de couro, água mineral, facebook no outro computador.... que nada, este processo corre em segredo de justiça... é SEGREDO DE JUSTIÇA. Pode?

Vejamos.

Até resultados de exames de AIDS se recebe por computador.

Vejamos:
A Constituição Federal Brasileira em seu artigo 5 diz que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residente no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade nos termos seguintes: ... XIV - é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional... XXIII ... todos tem direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado ...LX - a lei só poderá restringir a publicidade dos atos processuais quando a defesa da intimidade ou o interesse social o exigirem...

Constituição feita em 1988 revogou todas a Legislação Anterior, derrogou na verdade todos os dispositivos que sejam contrários ao seu texto.

É a interpretação legal do texto, portanto qualquer Lei anterior a 1988 que contenha normas diferentes do texto constitucional, não tem valor.

Certo?

O artigo 93, inciso IX da Constituição Federal diz na redação original, também na atual mudada por EC 45/2004: "todos os julgamentos dos órgãos do Poder Judiciário serão públicos, e fundamentadas todas as decisões, sob pena de nulidade, podendo a lei limitar a presença, em determinados atos, às proprias partes e a seus advogados, ou somente a estes, em caso nos quais a preservação do direito à intimidade do interessado no sigilo não prejudique o interesse público à informação".

Traduzindo: .. até as partes podem não estar presentes, mas é imprescindível a presença do ADVOGADO nos julgamentos.

Merda, desculpe, Ora, se é necessário a presença do Advogado, como o Advogado não pode ter acesso ao processo que advoga? Que segredo de justiça?

Veja bem que a EC 45 é de 2004, dando nova redação a dispositivo de 1988. O Código de Processo Civil, lei ordinária, que pode ser mudada a qualquer momento, não foi, portanto contraria a Constituição e é letra morta.

O Código de Processo Civil é de 1973, o atual texto. O Código Civil é que é de 2002.

Portanto, a Constituição não fala em segredo de justiça, fala em segredo de Estado.

Vejamos o que diz o Código de Processo Civil.
Artigo 155 - Os atos processuais são públicos. Correm, todavia, em segredo de justiça os processos: I - em que o exigir o interesse público; II - que dizem respeito a casamento, filiação, separação dos conjuges, conversão desta em divórcio, alimentos e guarda de menores.
Com base nisso, os "gênios" dirigentes do Tribunal de Justiça do Maranhão e de Varas de Família, bem como o "inteligente" setor de informática, resolveram vetar o acesso à informação.
BURRICE.

Vou colocar algumas leis existentes no País. Ou seja, se o cidadão/parte/interessado/Advogado resolverem encher o Tribunal de petições pedindo informações, gostaria de ver o resultado. Pena que não haja tantos cidadãos esclarecidos e Advogados independentes, sem contar que a OAB é omissa.
Pois bem.

A Lei 9051/95 diz... Art. 1º As certidões para a defesa de direitos e esclarecimentos de situações, requeridas aos órgãos da administração centralizada ou autárquica, às empresas públicas, às sociedades de economia mista e às fundações públicas da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, deverão ser expedidas no prazo improrrogável de quinze dias, contado do registro do pedido no órgão expedidor.

 A Lei 9784 reza .... Art. 2o A Administração Pública obedecerá, dentre outros, aos princípios da legalidade, finalidade, motivação, razoabilidade, proporcionalidade, moralidade, ampla defesa, contraditório, segurança jurídica, interesse público e eficiência.

 V - divulgação oficial dos atos administrativos, ressalvadas as hipóteses de sigilo previstas na Constituição;


  Art. 3o O administrado tem os seguintes direitos perante a Administração, sem prejuízo de outros que lhe sejam assegurados:

  II - ter ciência da tramitação dos processos administrativos em que tenha a condição de interessado, ter vista dos autos, obter cópias de documentos neles contidos e conhecer as decisões proferidas.

A Lei 12.527/2011 determina....Art. 1o  Esta Lei dispõe sobre os procedimentos a serem observados pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios, com o fim de garantir o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3º do art. 37 e no § 2º do art. 216 da Constituição Federal. 

Parágrafo único.  Subordinam-se ao regime desta Lei: 

I - os órgãos públicos integrantes da administração direta dos Poderes Executivo, Legislativo, incluindo as Cortes de Contas, e Judiciário e do Ministério Público; 

Art. 3o  Os procedimentos previstos nesta Lei destinam-se a assegurar o direito fundamental de acesso à informação e devem ser executados em conformidade com os princípios básicos da administração pública e com as seguintes diretrizes: 

I - observância da publicidade como preceito geral e do sigilo como exceção; 

II - divulgação de informações de interesse público, independentemente de solicitações; 

III - utilização de meios de comunicação viabilizados pela tecnologia da informação; 

Das Informações Pessoais 

Art. 31.  O tratamento das informações pessoais deve ser feito de forma transparente e com respeito à intimidade, vida privada, honra e imagem das pessoas, bem como às liberdades e garantias individuais. 

§ 1o  As informações pessoais, a que se refere este artigo, relativas à intimidade, vida privada, honra e imagem: 


II - poderão ter autorizada sua divulgação ou acesso por terceiros diante de previsão legal ou consentimento expresso da pessoa a que elas se referirem. 


Certo?

Dito isso, vamos à sugestão aos "dirigentes".

O cartão que reproduzo é de um exame que fiz no Laboratório, ao se coletar o sangue, recebe-se este cartão com uma senha individual. Portanto somente eu ou quem eu entregar pode saber o resultado. O MESMO PODERIA SER FEITO NOS PROCESSOS DA FAMILIA, já que insistem, em ter "segredo". Deu entrada no protocolo, é Vara de Família, emite-se o protocolo com uma senha. Simples.

Ou ainda, com a senha do PROJUDI, abre-se um link para se ter acessos aos processos de familia, o Advogado já foi cadastrado, tem senha.

Ou é má vontade?

Fica a sugestão, se implantarem, eu peço até desculpa aos ..... dirigentes!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

SISTEMA DE COTAS RACIAIS














Sistema é um conjunto de órgãos ligados de alguma forma e com o mesmo objetivo. Aplica-se o conceito a qualquer atividade, humana, material, cibernética, espacial... etc...

                                   O Brasil, governado por um cidadão sem muita instrução e de um partido dos trabalhadores, considerado populista, de comum acordo com o congresso nacional, local que se reúne os representantes do povo, todos devidamente eleitos em voto direto pelos eleitores que representam a população total, resolveu instituir um chamado sistema de cotas raciais na vida brasileira, dando ênfase, no primeiro momento, no chamado ensino regular, com destaque ao ensino superior.

                                   Começou-se a determinar que um percentual fosse dado aos negros – agora chamado de afro descendentes – ainda que não tenham a pele escura, lábios grossos, nariz achatato e cabelo encarapinhado, bastava apenas que o cidadão se declarasse negro e se comprometesse com a causa do negro, como se existisse causa branca, amarela, índia, etc..

                                   Iniciada a esculhambação legalizada, com o aval inclusive do Judiciário através do guardião da constituição – eita guardião, eita constituição – começa-se a ver os conflitos. Professores e alunos negros, as pessoas que ingressaram por cota não acompanham o ritmo normal do ensino. Ou se passa o dito cujo ou se diminui o ritmo prejudicando todos.

                                   Opção é opção. Congresso corrupto, parlamentares venais e governo populista dá nisso. E foram mais além, resolveram instituir cotas para pobres, para índios, para negros, para deficientes, e sei lá mais o quê... são tantas cotas.

                                   É bom para a sociedade? É bom para o País? É bom para o Brasil?




                                   Não!

                                   É péssimo!

                                   Se antes não havia discriminação, agora há. Os cotistas, entre aspas, ao terminarem o curso vão encontrar dificuldades no mercado de trabalho, pelo menos na área de Advocacia, onde há grandes percentuais de negros que não conseguem passar no exame da ordem.

                                   Os cotistas vão fazer prédios para cotistas? Cotistas vão advogar para cotistas? Cotistas vão operar cotistas? Cotistas vão residir em bairros de cotistas? Cotistas vão ter cotas em ônibus? Haverá vias para cotistas?  Enfim, vamos ter cidades de cotistas...

                                   Cuida-se dos efeitos e não da causa.

                                   A sociedade acéfala ou os governos incompetentes tomam , adotam, implantam medidas que lhes são mais favoráveis. Vedam películas escuras nos automóveis, proíbem portar armas, criminaliza determinadas ações como atos de pedofilia, de agressões, de dano moral, de ofensas, de lavagem de dinheiro etc... Falta competência? Institui normas proibitivas.

                                   O governo não tem condições de fiscalizar gastos públicos, institui órgãos reguladores, cabides de empregos e tantas outras. Especificamente, no caso da discriminação, da falta de oportunidades, da pobreza e das minorias (na verdade, maiorias sem vez ou voz ou voto). Cria Delegacia da Mulher, cria Delegacia do Idoso, Delegacia do Turista, segrega-se a prestação policial.





                                   Vai mais. Cria um Superior Tribunal de Justiça concorrendo com os Tribunais Regionais Federais.  Separa-se a prestação jurisdicional com os Superior Tribunal Eleitorais, Superior Tribunal Militar, Tribunal Superior do Trabalho e as ramificações de todos.

                                   Justiça é só uma.

                                   Política é só uma.

                                   Administração é só uma.

                                   Que haja duplo grau de jurisdição, Juiz Federal, Tribunal Federal, pronto. Deputado Federal e Senador Federal. Secretaria Tal, Ministério Tal.

                                   É preciso repensar na estrutura social, nos chamados poderes constituídos, no funcionamento da sociedade como um todo. Há que se garantir que todos sejam iguais perante a Lei, sem exceções... chega de segregações, chega de privilégios às classes, chega de cotas.

                                   Brasil é só um, negro, branco, índio, amarelo, pobre,rico, remediado, doente, sadio, gordo, magro, homosexual, civil, militar, macho, careca, cabeludo, alto, anão, pequeno, deficiente, as políticas públicas devem ser voltados para o povo, só para o povo, com as suas variações mas sem discriminações.

                                    Delegacias, Procuradorias, Conselhos, Tribunais, Secretarias, Governos, Prefeituras devem atingir a todos, acolher a todos, sem setores específicos e discriminatórios.




                                    Falta Administrador neste País.

                                    É preciso, urgente, de uma nova Constituinte!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

...VINDE A MIM, AS CRIANCINHAS....






            Foi no domingo, dia 04 de novembro de 2012, no programa Silvio Santos. Colocou, ele, uns cantores mirins, integrantes da novela Carrossel que é de autoria do SBT e, ao pagar 2 mil reais ao vencedor, um garoto negro, disse: divida com os colegas... o garoto se vira com o dinheiro em espécie e faz gesto de dividir. Silvio o interrompe e diz estar brincando.

                        Foi o primeiro ponto. A inocência das crianças, não tem usura, não tem miserabilidade, arrogância ou egoísmo no coração, na mente, nos gestos.

                        Isso me lembra, e eu me repito, aqui no blog, a admiração que tenho pelas crianças, embora não me chame Jesus, nem seja filho de Deus, literal e catolicamente, mas me chamo Emanoel (outro nome de Jesus) e sou filho de Deus (todos somos). Que vinde a mim as criancinhas com todas as implicações do fato.

                        Já disse aqui e repito: todas as crianças nascem puras, nós é que as contaminamos, de todas as formas, inclusive orgânica, mas o mais importante é a contaminação moral, espiritual, comportamental. Os fatos demonstram. Aquele menino que nos é apresentado, ainda bebê, no berço, a gente o vê nu, brinca com garoto, beija e ainda faz, normalmente, comentários sobre seu órgão sexual, é grande, é roxo, é pequeno, é rosa, etc...

                        O mesmo se faz com a bebê, o mesmo comentário, olha que rasgo, tão pequeno que quase não se vê.

                        Cresce. Os meninos e meninas nos beijam, chamam de tio, avô, primo, parente, etc... e aí começam os policiamentos, as contaminações. A garota não pode mais sentar no colo do solteiro ou do amigo garanhão, há o medo dos atos libidinosos, dos atentados ao pudor ou mesmo o estupro... e agora inventaram um tal de vulnerável ...

                        Aí vem as proibições, não pode tomar banho com o pai ou com a mãe, com qualquer parente, não pode ficar nu, não pode mostrar os seios. Os parentes e amigos deixam de ser “tios”, “parentes”, “primos”, os adultos passam a ser chamados de Senhor ou Senhora, Professor, Professora, etc...

                        Cria-se um fosso, uma distância que impede um relacionamento mais fraternal e favorece o relacionamento amoroso.

                        Ao mesmo tempo, começa-se a comentar na presença dos filhos coisas que os educam, negativamente. A carga de valor, a idade, a educação, o grau de instrução, o nível social, a faixa de renda, os laços familiares, os antepassados vira-latas ou aristocráticos, tudo influencia o comportamento do adulto e reflete nos filhos ou nos menores. Imagine o menino ouvir que o seu professor é um tremendo homosexual, um depravado... neste termos, passa a desprezar aquele que não tem as duas opções sexuais da sociedade; o mesmo em relação a menina quando houve que a tia é uma tremenda piranha, uma prostituta na sociedade, uma que se venda para quem paga mais... há uma revolta quanto a mulheres que são liberadas, ou que não se prendem a casamento ou ainda por aquelas que por necessidade vendem o seu corpo.. menosprezo pela prostituta, talvez por sexo.



                        Fico por aqui, lastimo e lamento quando vejo meninos e meninas que os vi nascer, me tratarem por senhor, distantes, pela carga de preconceito, pelo comportamento dos pais, pelo valores impostos pela sociedade, e por tantos outros motivos. Gostaria (e mentalmente o faço) de os continuar tratando como meus filhos (até esses também não se comportam como deviam), como meus sobrinhos...

                        O tempo é o senhor da razão. Haverá de haver um dia que se saberá distinguir o que é amor fraternal do amor carnal/sexual.

                            Sem contar com a chamada infância perdida, quando o adulto quer que a criança se comporte como adulto, isso acontece muito quando os pais querem que os filhos sejam artistas, sejam cantores, apresentadores, manequins... e esquecem dos riscos que há quando se torna um adulto precoce... drogas, sexo, estupro, crimes... aí se valem da idade, coitadinha só com 10 anos e foi estuprada... e tinha todo visual de adulta e se comportava como tal...


                               Outro aspecto é fazer a criança mentir, diz uma coisa quando estão sós, a criança ouve.Quando o adulto chega, a criança repete inocentemente, aí, a casa cai, a criança fica de castigo e ainda é punida. A criança repete apenas o que ouviu e, na inocência, repete... difícil..

                        Talvez por isso que haja tanto disfunção social em relação ao tema.
                       
                        

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

O HOMEM DO FUTURO


O homem do futuro pelo homem que não engana, Emanoel Viana


Com tantas recomendações médicas e com tantos medicamentos, remédio para circulação, remédio para diabetes, remédio para câncer, remédio para coração, remédio para fígado, remédio para estômago, remédio para rins, remédio para digestão, remédio para pele, remédio, recomendações, remédios.... e a vida?

Com tanta tecnologia, o homem podia fazer agora, o homem do futuro.

Começaríamos acabando com a boca e os dentes e a língua. Deixe apenas dois furos laterais, tipo do nariz. O avanço social, as proibições de se falar, com tanto monossílabos, mensagens, tablets, não é necessário mais a palavra. Sem palavras, sem língua.

Mas os beijos? Contaminação, transmissão de doenças, hepatites e demais doenças seriam debeladas. E os beijos do amor e sexo? Hoje ninguém faz mais, há a fertilização artificial.

Quanto aos dentes? Mini pílulas, a nanotecnologia resolvem. Só se toma o necessária para o organismo. Dai vem o desaparecimento do esôfago, do estomago - adeus gorduras - e intestinos, deixando apenas um mini esôfago para passagens de pequenos objetos e líquidos, o estômago desaparece de vez, os intestinos ficam apenas um metro ligando com um orifício pequeno chamado, ainda ânus. Mais uma vantagem, acabam-se as hemorróidas e se desestimula o homosexualismo, o sexo anal também. Outra vantagem, menos contaminação e alívio para as mulheres que não gostam de sexo anal.

O pâncreas e baço desaparecem,ficando apenas parte do fígado. A filtragem dos rins também, pois haver-se-ia de substituir o sangue por líquido não coagulante, que pudesse ser renovado artificialmente, como óleo, de quilometragem, no caso de tantos e tantos anos.

O coração ficaria apenas com um marca passo para bombeamento do óleo (sangue). Os pulmões seriam retirados, bem como o nariz. 

Ficam os olhos e as orelhas. Os olhos deveriam ser adaptados como os olhos de animais, mormente os reptéis e pássaros e peixes que veem os que se aproximam pelas costas, teríamos olhos de peixe. A cabeça não precisaria ter o mesmo tamanho, ficaria menor e mais delgada, fina.

O formato humano seria o mesmo, cabeça mais fina com abertura dos olhos e duas pequenas aberturas laterais no lugar da boca - veja desenho feito pela minha filha Maria Fernanda - quando dizia para ela como deveria ser o homem do futuro.

O tronco, mais fino, com as pernas e braços do mesmo molde que hoje. Os ossos seriam substituídos por uma fibra de carbono ligadas por aço ou metal nobre. Finalmente, a pele seria substituída por silicone, podendo ser substituída de anos em anos, evitando rugas e demais doenças, dermatites, câncer, etc...

Sem a boca, não haveria ingestão de substâncias nocivas ao corpo, como alcool ou, ainda, crack, fumo, etc... a cocaína não teria como ser aspirada.

Vantagem, só vantagem.

O cérebro não seria mexido, a criativa do homem continuaria. Ah... ia esquecendo, ficaria apenas um pequeno orificio com apêndice externo no lugar do pênis. Idem, sem apêndice, para a mulher. 

Quanto a mulher, seria o mesmo esquema do homem, apenas seria retirado os seios, o útero e a vagina, além dos órgãos retirados do homem, por não ter mais utilidade.

Sexo? Só virtual, como hoje existe em alguns sites, em algumas idades.

Filhos? Com inseminação artificial, em aparelhos externos, já se receberia o bebê nascido.

Faltou algo?

Se faltou, complete.

É a minha idéia, hoje, em novembro de 2012, em São Luis do Maranhão, Brasil, América do Sul, Terra, na língua chamada portuguêsa.
COMPLETE......

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

DE IACI PARA A MADRINHA D'Ó....

Iaci Viana
SAUDADES DA MADRINHA...
OS QUE NUNCA PARTEM...
Quando eu era criança, ouvia os adultos comentarem: fulano partiu. Era a forma que achavam menos sofrida de falar que alguém havia morrido, principalmente quando estavam perto de crianças. Era um jeito delicado que tinham de citar a morte sem que ela parecesse tão chocante.
Cresci e comecei também a falar assim – fulano partiu – acabei achando menos dolorido, menos violento se referir à morte dessa maneira.
Quando se diz que alguém morreu, dá a impressão que se acabou, desapareceu e imaginar que alguém que queremos bem acabou ou desapareceu para sempre é terrível. Dói mil vezes mais do que precisar enfrentar a sua própria ausência.
Partiu já é diferente, dá uma sensação de que em algum ponto da vida nos reencontraremos com essa pessoa querida novamente. Fica mais fácil imaginar que ela viajou, uma viagem sem data pra voltar, mas com retorno garantido.
Descobri recentemente que existe uma outra categoria dentro desse universo. São aqueles que nunca morrem e, portanto, jamais partem. São aqueles que, embora desapareçam de nossas vistas, eternamente se fazem presentes em nossa memória e nosso coração.Os que nunca partem são as pessoas que nortearam nossos dias, colocaram um significado importante neles e deixaram uma marca tão profunda em nós que não importa onde estejam, porque ao nosso lado, de alguma forma, sempre estarão.
Morrer e partir são coisas simples, coisas do dia-a-dia. Acontece toda hora, em todo lugar, com todas as pessoas.
Dores momentâneas, saudades e ausências à parte, felizes daqueles que amaram alguém nessa vida a ponto de jamais deixá-los partir de seus corações.
Se quando eu me for, por desígnio de Deus, uma única pessoa não me deixar partir, me guardando dentro do seu peito, eu direi que valeu a pena ter passado por aqui e que minha estada nesta vida não foi em vão.
Mas enquanto ainda estou aqui, só tenho a dizer que dentro de mim moram pessoas que nunca deixei que partissem verdadeiramente, assim como não deixarei que partam, jamais, algumas que ainda estão por aqui.
Os que nunca partem são aqueles que descobriram o segredo de brilhar na terra, mesmo antes de chegarem ao céu e se tornarem estrelas.
(Silvana Duboc)

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

..ERIÇADA

Hemergada, de Paris

Poema publicado em 1989, no livro POETAS DA PONTE, em comemoração
aos 377 anos de São Luís. Dizia eu, ERIÇADA

ah... se eu soubesse cantar, , eu não falava
         se soubesse pintar, eu não escrevia
         e, se posasses para mim, eu contemplava
         teu retrato, eu contemplava
         e olhando, eu te despia
         e, se despida, eu te deitava
         e deitava nas mais variadas posições
         posições que me amassem...


ah... como não cantar, eu falo
              - falo mas não convenço
              e, em não sabendo pintar
              - eu escrevo, escrevo o que não lês
              e, como não posas para mim, eu te contemplo
              e, no olhar mudo, eu te dispo
              te dispo, te desnudo, te violo
              do meu modo, de meu jeito

ah... e no meu olhar, eu te amo
              eu te coloco do avesso e do revesso
              eu remexo, eu mexo, eu gozo
              sem ninguém notar, sem ninguém saber


mas, tu notas, eu sei