terça-feira, 31 de março de 2015

EMANOEL VIANA: A HISTÓRIA VIOLADA ....

EMANOEL VIANA: A HISTÓRIA VIOLADA ....: Não sei para que serve o Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão, uns dizem que era para acomodar os rejeitados pela Academia Maranhe...

A HISTÓRIA VIOLADA ....


Não sei para que serve o Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão, uns dizem que era para acomodar os rejeitados pela Academia Maranhense de Letras e outros diziam que o Instituto servia para fazer frente à AML, enfim, existe e tem bons  integrantes, serve que conhece a História do Maranhão e muito tem contribuído com publicações, registrando e imortalizando atos e fatos, além de locais que integraram e integram o nome cenário histórico e geográfico do Maranhão.

Aprendi, ao longo da minha vida, que fatos históricos podem até ser escondidos, não divulgados, esquecidos, mas nunca apagados, pois servem como marco, como lembrança, como fato de uma época que embora se possa discordar. 

A história não se reescreve, se dá nova versão.

Pois bem, aqui no Maranhão, em 2014 foi eleito um cidadão que se diz comunista, é filiado ao PC do B, o chamado partidão que muito ajudou o Brasil nos anos 40, quando do Governo de Getúlio Vargas, tentando abrir espaço e cabeça de gente com novas idéias vindo da Europa, mas precisamente da Rússia, naquela época poderosa e que fazia escola.

Pois bem, retomo, o cidadão foi eleito governador pela maioria dos votantes, porém com menos de 30% do total dos habitantes, votantes e não votantes.

Hoje, dia 31 de março de 2015, veiculou nas chamadas redes sociais que estava mudando o nome de escolas, revolucionando, praticando democracia.

Os jornais dizem que "as escolas que homenageavam ditadores tem nomes substituídos por educadores e pessoas da comunidade". 

Fizeram até uma comissão, formada por funcionários públicos, pagos com o dinheiro do consumidor, para fazer um levantamento.

Identificaram nos 217 Municípios, 10 Escolas que possuíam nome de ex-presidentes do Brasil. 

Mudaram de nome. Fizeram um carnaval, até uma maluca que é deputada pelo Rio de Janeiro aprovou.
Hoje, a história nos mostra que os presidentes foram eleitos em condições nada democráticas, coisa que foi desconhecida à ápoca.

Mas foram eleitos, governaram, aplicaram recursos públicos.

Tal como hoje. Vamos imaginar, por exemplo, que no futuro se chegue à conclusão que houve manipulação e o povo foi enganado, não havia democracia, e que os partidos da esquerda não passavam de um grupo de assaltantes, criminosos, disfarçados? Vamos apagar a história? 

Se é um governo sério, deveria era, se fosse o caso de não ter o que fazer e produzir fato para ter divulgação na imprensa e o povo esquecer os 100 dias de governo e das promessas, tirasse o nome de pessoas vivas das Escolas... vão encontrar muito mais de 10 (dez) garanto.


Enfim, é o Governo Flavio Dino.

Ah... existe um Instituto Histórico e Geográfico no Maranhão e está funcionando.



sexta-feira, 13 de março de 2015

quarta-feira, 11 de março de 2015

NOTINHAS PARA REGISTRO

1. MALHA AÉREA DA TAM NO MARANHÃO SERÁ REFORMULADA - É noticia publicada no jornal Debate, do dia 07 de março de 2015, sábado , nas fls. 6, canto inferior direito. AQUI é o fato de no dia anterior a TAM ter dito que vai suprimir voos no Maranhão. Quem tem razão?

2. PASSAGENS AÉREAS - Governo do Maranhão, gestão Flávio Dino, publica pregão presencial 01/15, da Secretaria de Assuntos Politicos e Federativos (SEAP) no jornal Atos e Fatos do dia 07 de março de 2015, fls.3, canto inferior direito para contratar serviços de agenciamento de emissão de passagens aéreas. O mesmo pregão, mesmo número, do DETRAN/MA, com a mesma finalidade, no mesmo jornal, no mesmo canto inferior direito. PARA QUEM NÃO SABE, a empresa que for contratada recebe 10% sobre o valor das passagens aéreas para seu caixa. Podiam comprar direto.3.

3. CONCESSIONÁRIA. O governador Flávio Dino faz pose para foto no jornal pequeno, do dia 07 de março de 2015, nas fls. 8, canto superior direito, com empresários na inauguraçao de uma concessionária de carros grandes, caminhões. Enquanto isso, o seu Secretário de Industria e Comercio posa para fotos no Pará, na inauguração de supermercado.

4. Quase todos os jornais publicaram uma página inteira sobre o dia da mulher, feito pela Prefeitura de São Luís, onde aparece um negro, de capacete, apertando a mão de uma senhora. Só a foto lembra a CEMAR. Para quem não sabe, é uma demagogia pura. Veja os números do Guia Brasil da Abril de 2015, sobre etnias raciais.

5. Jornal EXTRA publica anúncio da Camara Municipal de São Luis sobre o dia da mulher, 8 de março, uma negra rindo. Demagogia cara, um rodapé em todos os jornais. Leiam o Anuário Brasil de 2015 sobre etnias no Brasil.

6. AMMA - Associação dos Magistrados do Maranhão publica anuncio no jornal pequeno, 10 de março de 2015, canto superior direito dizendo que vai fazer reunião com seus associados para reunião em diversos ítens. Chama-me a atenção que é "declarada de utilidade pública pela Lei Estadual 7.537/2000" e "idem pela Lei Municipal 3942/2000". PERGUNTO: qual a utilidade prestada por esta entidade ao público? Utilizar o terreno de uma praça, bem público,  para sua séde social, evitando se transformar em lixeiro?Alguma outra?

7. ALMANAQUE ABRIL 2015 - Fls. 682 - POPULAÇÃO: Cor/Raça: brancos 19,8% - pretos 12,2% - pardos 67,2% - Portanto a demagogia de se falar em negros, pretos, igualdade racial, secretaria especial etc... é só uma forma de aumentar o racismo no Brasil que, no fundo, não existe. Há preconceitos de ricos contra pobres.Só.


EMANOEL VIANA: Ah... o M

EMANOEL VIANA: Ah... o M: Inspirei-me no poema, As Mãos   Ah... é o M M do mundo que a gente vive ... M do movimento de translação e mutação M de marasmo d...

Ah... o M

Inspirei-me no poema, As Mãos
 
Ah... é o M
M do mundo que a gente vive ...
M do movimento de translação e mutação
M de marasmo da vida, do serviço público, do judiciário brasileiro
M de monotonia
M da mudança esperada
M de matrimônio, onde começa a família
M de mulher
M de marido
M de macho
M de meretriz
M de maricas
M de maternidade, onde se nasce
M de mamãe
M de menino
M de menina
M de mano
M de mana
M de muitas coisas
M de motel
M de mole
M de molecagem
M de masturbação
M de metamorfose
M de maioria
M de maioridade  ... a penal?
M de menoridade ... a sexual?
M de mistura
M de moreno
M de mameluco
M de mistério
M de maluco
M de memória
M de Maria, de todas e
M de morte, o fim de tudo!



quinta-feira, 5 de março de 2015

EMANOEL VIANA: AGRESSÃO FORTUITA E DESNECESSÁRIA

EMANOEL VIANA: AGRESSÃO FORTUITA E DESNECESSÁRIA: Relato para fins de registro e de direito. Dia 5 de março de 2015, por volta das 15/16 horas, em minha residencia, recebo um telefonema, ...

AGRESSÃO FORTUITA E DESNECESSÁRIA



Relato para fins de registro e de direito. Dia 5 de março de 2015, por volta das 15/16 horas, em minha residencia, recebo um telefonema, via celular, de um Amigo e Constituinte. Amigo por ter sido candidato para ajudar o meu partido PMB, depois PMN e alocado os votos para outro candidato indicado por mim e pelo partido. Amigo por ter construído minha residencia nos anos 90. Constituinte em algumas ações trabalhistas e de indenizações. Hoje, necessitada de mim, pois estava desconfiado da outra parte.

Explica-se, tem um carro pequeno, um chevrolet, um corsa, dois anos de uso, e que uso no seu porta malas o seu instrumento de trabalho, seja material de pedreiro, de carpinteiro, de mestre de obras de sua microempresa falido e atividade pessoal.

Havia sido batido por tres homens em uma camioneta hillux e que estavam com cara mal feita e ameaçando de perícia e prisão, segundo ele havia sentido e ouvido. Pediu que fosse lá, perto de minha casa, em frente à Cauê, no retorno do Pestana Hotel.

Fui.

Cheguei lá, encontro um cidadão com ar de policial, de óculos escuros, um cidadão mais novo que meu filho, suado, nervoso e com ar de delegado, juiz, promotor ou filho de juiz, de desembargador ou de algum ladrão, de gente rica. E um outro, de paletó, com ar de assessor.

Olhei, não gostei.

Falei com o Amigo Martinho. E aí, queres resolver o assunto? Eles bateram em mim e dizem que eu bati neles. Não querem conversa, Pediram perícia. Tenho que trabalhar. Posso ir embora? 

Os veículos fora do local da batida.

Veja a foto da camioneta dos ditos cujos, na pista, no estacionamento da Cauê, quando o fato se deu na Avenida dos Holandeses.
Como Advogado, disse, anote o número da placa deles. Vá resolver seu assunto e vá a Delegacia de Trânsito e apresente o Boletim de Ocorrencia. Leve ao Escritório e vamos levar o caso ao Juizado de Trânsito.

Ele pega o carro e sai. Ao sair, vem correndo o garoto suado querendo pegar o carro pelo rabo (do carro). Indo embora, vem para cima de mim, que estava entrando em meu carro. Também na foto, a Suzuki preta no estacionamento do Idoso. 

Antes, de entrar do meu veículo, esperei que vindo do carro em saida, ele se acalmasse, não, não quis me ouvir, não recebeu meu cartão de visita.

Disse-lhe que era Advogado e que havia autorizado a saída de meu Constituinte e que iria levar o caso à DAT e Juizado.

Nervoso, gritando, perguntou "cadê a procuração? cadê a procuração" ... ele está cometendo um crime ... vou mandar prender ... ele está fugindo e fez comentários desabonadoras  a mim.

E " você não vai sair, abriu o carro e só faltou me tirar do carro ficando com a porta do meu carro aberto.

Resolvi apelar para o mais prático, pegou o celular e gravei todo o episódio, só a fala, repeti tudo o que havia dito para provar futuramente e ouvi o que o cidadão disse... nervoso falando no telefone, só falava em mandar prender...

Deve ser alguém ligado à polícia federal, policia estadual, filho de delegado, parente de alguém ou alguém doido da cabeça.

Imagine se estivesse nos meus dias e puxasse uma arma, dentro do meu carro, e repelisse a invasão de domícilio, pois o dito cujo assim fez. Tinha ficado no chão e com a gravação no celular para provar.

Revelo o fato, divulgo as fotos. 
Vou descobrir a quem pertence o veículo e levar o caso à Justiça.

As pessoas precisam aprender que todo mundo é igual perante a Lei. A Lei deve punir os excessos e omissões.

Um conselho ao jovem e ao cidadão de paletó, aprendam a ouvir. Pessoas educados e civilizados falam, conversam, divergem.
Animais e imbecis brigam, ameaçam...