quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

MEUS PASSEIOS PELO O ORKUT



Não sei nem o que significa, normalmente é definido como um site (local) de relacionamento virtual mas o nome ORKUT não sei o significado, imaginando ser uma sigla.

Fui convidado, logo no começo, por uma amiga que já morou nos Estados Unidos, portanto fala e compreende inglês muito bem, diferente de mim que só falo brasileiro. Preenchi o formulário, em inglês, sem saber o que estava dizendo e deixei para lá.

Tempos depois, voltei e preenchi uma nova ficha, passando a usar o tal ORKUT. No começo, um desastre, utilizava todo tipo de linguagem sem me preocupar com os outros. Depois é que a gente vai aprendendo, na sua página, todos olham. A única conversa reservada é através do chamado “depoimento” onde o destinatário pode ler e apagar, sem ninguém ver, presume-se.

Meti os pés pelas mãos. Via um retrato bonito, uns seios aparecendo no vestido, ficava entusiasmado, mandava recado. Recebi um dizendo que deveria ser castrado quimicamente, depois de dizer que “gostei do busto”, quando aparecia o bico do peito, no vestido, no retrato do perfil. Fui indelicado ou a pessoa era muito recatada?

Pior foi quando marquei encontro em local de um amigo nosso, perto do Escritório, a mulher tinha um perfil fora de série e uma foto provocante. Na hora era travesti e ainda me propõe “troca” pois, dizia ele (a) eu havia colocado “curioso” na preferência sexual, ao invés de heterossexual. Saí de lá correndo, pedi desculpas, paguei o táxi, etc...Vivendo e aprendendo.

Mas, tenho encontrado bons amigos (as). O meu irmão Paulo Feitosa, o meu sobrinho Carlos Filho, a minha sobrinha Ana Teresa, a outra Ana Paula, são alguns exemplos de satisfação no ORKUT. E muitos velhos e antigos amigos e os novos amigos do ORKUT, destaco, por exemplo a Lídia Rodrigues que me fez entender o site.

E por causa disso, aqui estou. A gente descobre que tem gente que paga gente (complicou?).... reiniciando, a gente descobre pessoas que contratam especialistas para responderem o ORKUT, geralmente profissionais de determinadas áreas de vendas e serviços, bem como os chamados políticos, passando pelas modelos, apresentadores, atrizes e atores. Um verdadeiro comércio. Ou seja, o cidadão coloca seu nome, seu retrato, mas quem recebe e responde os recados é outra.

Por outro lado, tem aqueles como eu, nos cinqüenta por cento. Estão à procura relacionamentos amorosos, um flerte, um ficar, uma rapidinha, um namoro; outros de namoro mais sério; tem aqueles que querem empregos; aqueles outros que querem casamentos; há alguns que querem filhos; e as menininhas, patricinhas, que querem curtir, fazer dois, três, quatros páginas, em uma concorrência para saber quem tem mais amigos.

Aqui é que fico pensando, que amigos? Gente que você nunca viu, não sabe quem é, não sabe se é verdade o que dizem, a gente sente apenas a mensagem, a redação, o entusiasmo, o tempo que é gasto nas conversas, o tipo de mensagem enviada. Vale a pena?

Vale, a gente fantasia, a gente, pela gente, analisa a gente que freqüenta o ORKUT. E se estrepa, às vezes; e goza, tem satisfação, se realiza, em outros momentos. É um bom divertimento, tenho meus reparos.

Acho que todos que tem uma pagina no ORKUT deveriam ser sinceros, preencher o formulário corretamente em todas as telas, pessoal, profissional, social e outros; se expor, a única coisa que não deve ser colocada é o CPF e o endereço residencial, no mais, não há porque esconder. Dizer o que procuram no site, é namoro, é amigos, é emprego, o que procuram? Dizer o nome verdadeiro, ainda que abreviado ou cortado, dizer a idade, a cidade de onde teclam; escrever quais os gostos, se gosta de animais, se bebe ou fuma, se pratica esportes, se gosta de lê, se tem instrução, qual o tipo, o que gosta mais em si mesmo, bem como colocar fotos de sua vida.

Vejam a minha página EMANOEL VIANA, tem tudo lá, fotos, preferências, estudos, e-mail, telefones celulares, gostos, o que procuro, enfim, tudo. Se querem um relacionamento, está lá, estou procurando meus amigos de sempre, novos amigos para conversar virtualmente e mulheres para sexo. Um parêntese, a intenção é sexo, mas depende da mulher, dos gostos, preferências, e, de mim, se estarei disposto, terei saúde e disposição para isso, terei tempo, se poderei ir ao encontro, se posso sair nesse dia, nessa hora, enfim, a intenção é uma, a realização é outra.

Igual a pedir a Deus pela Paz Mundial, enquanto não vem, o Barak Obama, Presidente dos Estados Unidos, com 8 meses de mandato, ganha o Prêmio Nobel da Paz (com mais de 1 milhão de dólares de prêmio) e manda para o Afeganistão mais 40 mil homens para a Guerra! Uma boa comparação para justificar perante os amigos que poderão dizer, mas o Emanoel tem mulher e, descaradamente, procura mulher fora de casa!

Pois é, o ORKUT é muito bom, e ainda tem outros inconvenientes. Há moças que dizem ter mais de 18 anos, a gente resolve conversar como adulto, corre o risco de ser preso por pedofilia. Culpa de quem? De quem mente, porque não diz, tenho 10 anos? A gente conversa como se fosse filha ou neta, sem querer relacionamentos amorosos. Ou, ainda, gente que está esperando o caixão e se diz com 19 a 49 anos, embora tenha mais de 60/70/80. E daí, o que vale não é a idade, é a cabeça, são as idéias, conheço pessoas com idade mental de adolescente e vice-versa.

Se não houvesse censura, não houve a pecha de pedofilia, conversaria com todas as adolescentes (que demonstram ser adultas) de igual para igual.

Portanto, mais uma vez, sejam honestos, usem o site de relacionamento um lazer, uma diversão, uma satisfação e não para uma enganação. Todos perdem com a mentira, com o mascaramento.

Ah.... ia esquecendo do lembrete do Vovô Pudibundo, quando colocarem as fotos, coloquem fotos que representem o perfil, se está nua e não for nudista, é que procura sexo; destacando os seios, deitada na cama em poses sensuais, destacando as ancas/os quadris, com pernas cruzadas mostrando, short curtos mostrando as pernas torneadas, blusas curtas e seios firmes, todas as fotos, assim, demonstram a mim que querem sexo.

Então tem que bater retrato de hábito, de toga, toda fechada, é Velho Quadrado? Não, se querem amigos, pode ser a vestimenta de maneira discreta, ou somente o close/rosto, sem muita pintura e sem olhar sugestivo, normal. Melhor seria somente o retrato preto em branco, três por quatro, quando fosse somente amizade.

Há que assumir, como fazem os meninos, todos de peito nu, procuram mulheres; deitados com língua de fora, procuram sexo oral, masculino ou feminino, tem que ver o perfil; ou de calção, deitados, procuram sexo. Se mostram, salvo quando se travestem ou usam retrato de mulheres para chamar a atenção. E é muito comum.

Um abraço, estou no ORKUT, gostaria de ver meus amigos do Liceu, da Escola Técnica de Pernambuco, do Jornal Diário da Noite de Recife, da Rádio Jornal do Comercio de Pernambuco, da UEMA, da COLISEU, do BNB, da Prefeitura de São Luis, de Timon, de Recife, de Salvador, e daqui mesmo de São Luis, sem contar com a turma do INSS, INAMPS, IAPAS e a turma da CLIRU/UFMa. Quem trabalhou comigo, adicione-me, mande notícias, estou aqui, ainda vivo.

E mulheres, uma boa conversa, um bom fotógrafo, eis-me aqui, ainda vivo.

2 comentários:

Lavínia disse...

CLIRU/UFMa.o que é ou foi isso ?

Emanoel Viana disse...

Era uma Comissão de Legislação e Reforma Universitária, com o Reitor Josué Montelo, onde fizemos um novo Estatutos e Regimento da Universidade Federal do Maranhão, creio que em 1974/1975